17/05/2008 - Mighty Goat Obscenity, Ocultan e Besatt, no Hammer
Ver fotos

No início da noite do dia 17, já começava a rolar a banda de abertura dos shows, chamada Mighty Goat Obscenity, que pratica um Raw Black Metal muito competente em sua proposta e que ao meu ver agradou grande parte do público ali presente, Black Metal cru, rápido, ríspido, com excelente passagens de guitarra presente em todas as músicas ali executadas.







O Ocultan sobe ao palco logo em seguida e faz um Black Metal ríspido e veloz como de costume, algo ainda mais infernal ao vivo. Fizeram uma apresentação em torno de uma hora de duração, onde não podemos deixar de destacar os vocais diabólicos e insanos de Legacy, principalmente na execução da música "Sete Caixões", além da performance da guitarrista Lady Of Blood que manda muito bem nas seis cordas e que além de agitar muito, ainda incentivava o público a gritar pelo nome da banda em alguns momentos do show.
         





Logo em seguida sobe ao palco o tão esperado Black Metal Polonês do Besatt que pode não ser uma banda muito conhecida por aqui até então, porém fiquem sabendo que é uma das poucas bandas que fazem um “true” Black Metal bem tocado mesmo. Só escutando pra ver mesmo. O mais recente Debut deles é o impecável “Triumph of Antichrist”, justamente o CD que fez com que houvesse uma projeção maior da banda fora da Polônia. Pra mim, é clássico atrás de clássico. Foram executadas a maioria dos hinos ali presente como a magistral “Decalogue Will Perish”, “King Of Demons” e “Blood Of My Enemies” e o clássico do CD Hellstorm chamado “Ave Master Lúcifer” que foi cantado em uni sono por todos ali presentes antes da execução da mesma. Um defeito que eu gostaria de ressaltar foi a duração do show do Besatt, em torno dos 45 minutos.





Parabéns ao Hammer Rock Bar por nos oferecer mais um evento desse porte.

By: Alysson Krieg
Colaborador
Metal Rise

 


Site criado por Suzana de Oliveira